Ir para
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

News

  • artigos
    314
  • comentários
    9
  • visualizações
    1.982

Quais mudanças o Facebook pode enfrentar? É uma rede social para idosos?


@blackrat.ads

115 visualizações

 Compartilhar

Faça parte do maior Fórum da América Latina sobre Estratégias Avançadas de Anúncios Online e aprenda a vender qualquer coisa usando Facebook Ads, Google Ads, Tik Tok, Native, Copywriting, PLR, Dropshipping e muito mais: https://l.blackrat.pro/jWmC2


⬇ CONECTE-SE COMIGO!

👉 Inscreva-se no canal: https://l.blackrat.pro/youtube

👉 Me siga no Instagram: https://www.instagram.com/blackrat.ads/

👉 Entre no meu canal do Telegram: https://t.me/blackrat

👉 Me acompanhe no TikTok: https://www.tiktok.com/@blackrat.ads

👉 Estou no Twitter: https://twitter.com/blackrat_ads


Os jovens, em uma pesquisa realizada pela própria empresa, chamaram o aplicativo de tóxico e destinado a pessoas mais velhas. De fato, a idade média do usuário do Facebook aumentou mais de cinco anos entre 2013 e 2021.

O Facebook reconheceu que alguns dos recursos do aplicativo não funcionam e que, às vezes, a maioria das interações "sociais" acontecem em tópicos de mensagens privadas em vez de feeds. E o conteúdo de amigos e familiares, embora intrigante, pode empalidecer em comparação ao conteúdo oferecido pela inteligência artificial.

No início, as principais ideias da plataforma eram conectar usuários com amigos e familiares que compartilhariam artigos, imagens e vídeos. Isso empurraria os usuários para o conteúdo em vez de fazê-los procurar por ele. No entanto, o modelo original do Facebook tinha duas falhas principais: 

  • 1) Após um surto inicial de interesse, as pessoas estavam cansadas, então havia menos compartilhamento de informações.
  • 2) Havia coisas mais interessantes na web, fazendo as recomendações do Facebook parecerem um pouco entediantes.

À medida que o Facebook amadureceu, o YouTube e o TikTok se aproveitaram das limitações da plataforma e ganharam destaque. Eles usaram inteligência artificial para visualizar bilhões de vídeos e recomendar o que as pessoas achariam realmente interessante. 

Então, quando alguém encontrava algo de que gostava, compartilhava por meio de mensagens, em vez de redes sociais pessoais. Muitos jovens, quando acessam a internet, abandonaram completamente o Facebook e passaram a utilizar essas novas redes sociais. 

Depois de trazer conteúdo para amigos e familiares de volta à tona há alguns anos, o Facebook finalmente reconheceu que o consumo de mídia está mudando. A rede social ainda mostrará postagens de pessoas que você conhece. Mas, na tentativa de apimentar o feed, a plataforma mostrará conteúdo de outras fontes com mais frequência. 

A mudança do Facebook para conteúdo em destaque confirma que suas inovações fundamentais não são mais suficientes. Embora a rede social tenha sido otimizada no passado para contabilizar o tempo gasto e o engajamento no feed, Alison reconheceu que agora as pessoas compartilham conteúdo de uma forma diferente. Portanto, o Facebook adicionará mensagens de volta ao seu aplicativo principal, na esperança de inspirar as pessoas a falar sobre o conteúdo. 

A empresa também está trabalhando para melhorar a qualidade desse conteúdo, anunciando na semana passada que as pessoas podem alterar o que veem no feed com a opção "mostrar mais/mostrar menos". A questão crítica para o Facebook agora será se ele pode manter sua identidade - ou criar uma nova - sem se tornar um clone barato do TikTok.

“Ainda não descobrimos a maneira certa de integrar vídeos curtos”, disse Alison. "Para nós, ainda é um longo caminho a percorrer." A execução correta dessa tarefa determinará o futuro do aplicativo com 2,9 bilhões de usuários, que a cada dia enfrenta uma concorrência mais acirrada.

Matéria completa em: https://l.blackrat.pro/UAjmk

 


👉 Viu um artigo em algum blog/fórum gringo, tal como FB-Killa e CPA.RIP, e quer que ele seja traduzido para o Português do Brasil? Envie para gente o link e vamos fazer isso de graçawww.blackrat.pro/artigos

 Compartilhar

0 Comentários


Comentários Recomendados

Não há comentários para mostrar.

×
×
  • Criar Novo...